A evolução do código de barras

RFID (Radio-Frequency IDentification) é um método de identificação automática através de sinais de rádio, que recupera e armazena dados remotamente utilizando dispositivos chamados de Tags RFID.

Um Tag RFID é um pequeno objeto, que pode ser colocado em uma pessoa, animal, produto ou documento. Ele contém microchips de silício e um sistema de antena que lhe permite responder aos sinais de rádio enviados por uma base transmissora.

O microchip RFID armazena as informações do item no formato EPC (Electronic Product Code), um número que permite identificá-lo de forma exclusiva. As leitoras podem ler os identificadores EPC a distância, sem necessidade de contato ou campo visual.

Sistemas RFID são considerados os sucessores dos sistemas de código de barras porque permitem a produtores e fornecedores rastrear itens em lote reduzindo o tempo e os custos operacionais, entre outras vantagens:

• Capacidade de armazenamento, leitura e envio dos dados para os Tags.
• Os Tags são fabricados em diversos formatos e tamanhos, podendo ser encapsulados e aplicados em etiquetas inteligentes (smart labels) e cartões.
• Detecção e leitura sem necessidade da proximidade da leitora.
• Durabilidade dos Tags com possibilidade de reutilização.
• Contagens instantâneas de estoque, facilitando os sistemas empresariais de inventário.
• Precisão nas informações de armazenamento e velocidade na expedição.
• Rapidez na localização de itens em áreas de armazenagem.

Como Funciona

Cada aplicação RFID é composta basicamente por Tags ou etiquetas, leitoras e sistemas informatizados com Middleware.

Por meio de suas antenas, etiquetas e leitoras se comunicam pelos sinais de radiofrequência. O Middleware é responsável por adquirir os dados de diferentes leitoras ou sensores, filtrar as informações, monitorar a situação das leitoras, gerenciar a infraestrutura e o fluxo de dados específicos de RFID e realizar a integração com outros sistemas, como ERP, WMS, entre outros.

conheca_rfid

Aplicações

As aplicações da tecnologia RFID são inúmeras. Todas aquelas que atualmente utilizam código de barras podem ser substituídas por RFID. No Brasil, o sistema já é utilizado para pagamento de pedágios nas cadeias de suprimentos e logística. Controle de documentos, controle de acesso, segurança e patrimônio, linhas de montagens industriais, identificação animal e rastreabilidade na origem de produtos também empregam essa tecnologia.